2011-09-29

sol pôr


e de onde a Ditosa avista o ocaso?






ao pôr do fogo
te aguardo vigilante
o ouro do regresso
instante, sem tempo ou sombra
nem saudosa consciência
nem distância do olhar
posto no fulgor
cozido ao fogo de mor
esperança





foto: gentileza MPS



observações são bem vindas obrigado ;_)))

5 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Ditosa, ditosa que diz sem dizer o local onde as penas se levantam ao vento de um fim de tarde da maneira da ... C....eira!

hfm disse...

Sintonia perfeita entre imagem (belíssima) e poema (não menos belo!)

Marta disse...

Espera pelo Vento....
Guarda os segredos....
Aprecia os silêncios....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Anónimo disse...

Esta, porque julgo saber donde é, calo-me!
R.M.

MPS disse...

Não se agitava como as outras e certa do que esperava, permaneceu tranquila.
Esta gaivota sabe muito bem a que terra pertence.

Obrigada pelo poema que se lhe juntou.