2017-09-15

em casa de Medina

 1 - a venda de um apartamento é irrelevante, a menos que o negócio seja ruinoso ou usurário, pois oscilações de valor e oportunidades de preço acontecem frequentemente; em todo o caso, afirma-se que houve obras de beneficiação, o que é relevante para refutar completamente eventuais insinuações, aliás impertinentes

2 - a compra de um apartamento por uma valor moderado mas dentro da variação habitual na zona e face ao tempo decorrido após a aquisição pelo titular anterior, é também irrelevante, pois oscilações de valor e oportunidades de preço acontecem frequentemente, contexto em que podem surgir oportunidades a aproveitar, compreensivelmente
 

3 - mas a quem desempenha funções públicas, gerindo o dinheiro alheio e com obrigação de prestar contas, não basta ser sério, é também preciso parecer sério, diligente e prudente pois a um presidente de Câmara não fica bem dizer que não sabia a identidade do vendedor... sob pena de ter de ouvir perguntas inconvenientes ou comentários desagradáveis - e se estiver a negociar com um adversário político? ou um banqueiro fraudulento? ou a alguém suspeito de lavagem de dinheiro, branqueamento de capitais, corrupção, extorsão, financiamento ilegal de partidos, empresas concessionárias ou fornecedoras do ente público em questão, etc? devia saber, sim, inteirar-se escrupulosamente e agir em conformidade e com as devidas cautelas
 

4 - segundo consta, o prédio novo tem uma vizinhança catita, da elite partidária e da comunicação social
 

5 - a adjudicação directa é má prática, a evitar ;(


 

6 - a publicação em cima das eleições parece pouco ética, mas tal não deve obstar aos jornalistas que pretendem investigar para escrutínio público e, em boa mas triste verdade, nem tal se espera dos jornais e das empresas de comunicação social, que não são eleitas, não sorvem o erário público e nem têm de prestar contas, para além dos deveres deontológicos, do estilo ou dos objectivos de audiência e, se for o caso, do respeito devido aos leitores, ouvintes e telespectadores ou ao público em geral - não sendo o caso, fica explicada a oportunidade e a conjugação do que é relevante com o irrelevante



observações são bem vindas, obrigado ;_)))

2017-07-06

Plantar placas


Mão amiga e observação aguda oferecem um jametinhasplacaDito no jogo entre a política e a promoção da natureza: placa 1 - árvore 0




Portsmouth, EUA:  a árvore já era mas a placa subsiste vigorosamente



observações são bem vindas , obrigado ;_)))

2017-07-01


«Meus Senhores, como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os Estados sociais, os corporativos e o estado a que chegámos. Ora, nesta noite solene, vamos acabar com o estado a que chegámos! De maneira que, quem quiser vir comigo, vamos para Lisboa e acabamos com isto. Quem for voluntário, sai e forma. Quem não quiser sair, fica aqui!» - jametinhaDito Salgueiro Maia, português, militar, 29 anos de idade

todos saíram e acto contínuo, mudou o estado a que aquilo chegou

alguém deveria estudar rapidamente os apontamentos dele, que hoje faria 73 anos


observações são bem vindas, obrigado ;_)))

2017-06-26

Ditosa a Oeste

video




entre viagem e viagem
rente às entrelinhas
jus ao horizonte
à espera escondente
na esfera defronte
meneio ao vento
desfere o voo e...
voou
numa só asa motriz
suspenso o corpo-fátuo
em amena contemplação
alimenta o suster
sobrevoa o parecer
pousa no ar
volta a ser?
é
 


observações são bem vindas, obrigado ;_)))